Como organizar a vida financeira para o próximo ano

organizar minhas finanças
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

Fim de ano é sempre um momento que nos traz excelentes reflexões, nada mais justo que olhar com carinho para as finanças e trilhar um caminho diferente no próximo ano.

Surge então a seguinte questão: como organizar a vida financeira para o próximo ano?

Eu trouxe aqui 6 etapas que te ajudarão a construir, de forma simples e equilibrada, um ano novo financeiramente saudável.

1. Faça uma retrospectiva das despesas e receitas de 2020.

Olhar para trás e ver como foram suas escolhas é fundamental para criar um plano para o futuro próximo.

Isso faz parte de uma boa gestão financeira, tarefa que nem sempre é fácil e requer um pouco de disciplina.

Ao listar suas despesas e receitas deste período, conseguirá detectar em quais itens de sua vida mais gastou e poderá tomar a decisão de reduzir ou não aquela despesa.

Além disso, conseguirá entender se existem supérfluos que estão tirando seu poder de escolha e imobilizando o fluxo de caixa. Neste post AQUI eu te explico sobre as divisões dos gastos pessoais.

Considere essa retrospectiva como sendo a história de sua vida financeira sendo contada em uma planilha, cada detalhe te trará informações valiosas de seus hábitos e o que poderá considerar para o orçamento do próximo ano.

organizar minhas finanças

2. Construa um orçamento inteligente

Crie um orçamento que leve em consideração não apenas seus gastos habituais mensais, mas também aqueles gastos eventuais anuais. Não se esqueça de fazer o mesmo com seus ganhos.

Construir um orçamento significa fazer previsões e até mesmo estipular metas para suas receitas e gastos.

Hoje em dia é muito fácil fazer esse acompanhamento das receitas e despesas. Faça esse controle da maneira que mais te deixar confortável, seja ou por meio de PLANILHAS, ou aplicativos, ou até mesmo o bom e velho caderninho.

A partir desse orçamento, você poderá manter o controle e o acompanhamento mensal das suas entradas e saídas, parte essencial para a manutenção de sua saúde financeira.

3. Monte uma (ou várias) reserva financeira

Em algum momento de sua vida já aconteceu um imprevisto daqueles bem grandes que só de lembrar te dá palpitações?

É bem provável que aconteceram alguns gastos neste momento e é por causa de situações como esta que precisamos sempre priorizar a construção de uma RESERVA DE EMERGÊNCIA. Dessa maneira, você e até mesmo sua família poderão passar por momentos como esses de forma mais tranquila.

Mas nem só de imprevistos vivemos.

Quais são seus sonhos para o próximo ano? Qual é aquele grande projeto para um futuro um pouco mais distante?

Pois é, então além da reserva de emergência, passa a ser interessante criar ou construir outras caixinhas de investimentos, cada uma com destino a cada projeto de sua vida.

4. Programe-se para quitar dívidas

Se existem pendências financeiras em sua vida, pare um momento e liste o quanto você deve para cada credor e qual é a taxa de juros cobrada. Logo em seguida, crie um plano de quitação.

Quitar as dívidas deve ser uma prioridade juntamente com sua reserva de segurança. Você só terá tranquilidade para planejar, executar e usufruir de seus projetos quando dívidas ruins não fizerem parte do seu dia a dia.

5. Habitue-se a investir

Provavelmente você já ouviu aquele dito popular: “para quem não sabe aonde quer chegar, qualquer caminho basta!”

Criar o hábito de investir está relacionado com os objetivos que você tem, com aquilo que quer tirar do papel e executar. Eu gosto de falar que dinheiro precisa de etiqueta, e te garanto que saber o motivo de reservar um pouquinho de dinheiro todo mês faz toda a diferença.

6. Alinhe seu estilo de vida com seus objetivos

Mas nunca sobra…

Faça o seguinte exercício: liste todos os seus gastos essenciais. Agora liste seus luxos e, por fim, seus sonhos.

Com essa consciência, me responda: Do que abriria mão para conquistar este sonho?

Ainda não é suficiente? O que você precisa ou pode fazer para transformar este sonho em uma meta?

Pois é, na maioria das vezes nossa vida está dentro de um sistema cíclico e se a gente olhar um pouquinho ao redor, conseguimos fazer algumas modificações que já abrem espaço para executar objetivos que nos encherão de prazer.

E, por fim, você já parou para pensar que a gente precisa viver um nível abaixo do que nossa renda nos permite, para estar dentro de uma zona controlável?

Pense nisso, faça os exercícios e construa um ano novo diferente. E se perceber que será necessário ter uma ajuda profissional neste percurso, entre em contato AQUI e agende uma conversa inicial comigo.