Black Friday: 5 dicas para aproveitar melhor

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

A Black Friday, que este ano cairá em 29 de novembro, é uma data muito popular entre os americanos e já bastante difundida entre os brasileiros.

Pra você aproveitar essa data da melhor maneira possível, sem cair em ciladas ou comprar algo que nem precisa e acabar se arrependendo, separei 5 dicas essenciais.

1. Descubra se não é uma compra por impulso

É inquestionável que fazer compras pode ser bastante prazeroso. Quem não gosta de comprar aquela blusinha? Porém, isso pode se transformar num grande problema, quando extrapolar sua capacidade de pagar se torna habitual.

Nossa sociedade hoje é bastante impaciente, imediatista e acelerada, o que pode distorcer o que realmente é necessidade de compra. Acabamos arrumando justificativas como “Eu preciso viver o presente”, “Eu trabalho tanto, mereço!” e por aí vai.

Dito tudo isso, cuidado com o que decide aproveitar para comprar na Black Friday. Veja se é um dos que estava na sua lista de prioridades. Neste período, somos envolvidos por propagandas inebriantes e aquele desejo de “comprar o que não preciso com o dinheiro que não tenho” pode bater forte por aí.

Pensando em situações como esta, sempre digo que, no momento da euforia de uma compra não planejada, se for numa loja física, saia do local, dê uma volta por 5 ou 10 minutos; se for uma compra online, saia da frente da tela pelo mesmo tempo e reflita se está fazendo a coisa certa. Sem buscar justificativas emocionais para a compra, reflita o quanto aquele valor pode atrapalhar seus projetos prioritários.

2. Analise o que é prioridade

Eu comentei acima para você ver se aquele item de compra está na sua lista de prioridades. Isso significa que precisa parar para escrever o quanto antes o que quer, deseja ou necessita comprar nos próximos meses.

A partir disso poderá garimpar os sites e lojas com o olhar focado em suas necessidades.

Tudo que estiver fora de suas prioridades estará caro para você, independente do preço cobrado. Aquele sapato que custava R$100,00 e está sendo vendido por R$50,00 continua caro se não estava em seus planos adquiri-lo.

Durante a Black Friday, você encontrará muitos produtos com preços realmente tentadores, o que não significa baratos se comparado com seus objetivos.

3. Antecipe as compras de fim de ano

Cuidado com esta dica!

Ela vale apenas se você já tem a dimensão dos seus gastos de fim de ano, um orçamento bem planejado para esta finalidade e mais, se o valor gasto com antecedência não irá comprometer seu fluxo deste mês.

Não adiantará nada você antecipar a compra para aproveitar a chance de ouro da promoção se estourar o cartão ou tiver que rolar dívida para o próximo mês.

4. Monitore os preços com antecedência

Se for um produto que está no seu radar de compras, provavelmente você já deu uma olhadinha no preço. Se ainda não o fez, comece a pesquisar em lojas e sites de confiança os valores do produto.

No site Reclame Aqui é possível você perceber que grande parte das reclamações são de propaganda enganosa.

5. Relaxe!

Não é sua última oportunidade para comprar. Lembre-se que periodicamente o comércio sente necessidade de desovar o que está em estoque, janeiro é um exemplo disso. Nessa época do ano, eles costumam colocar grandes descontos nos produtos que não foram vendidos no Natal.

Então não se preocupe se agora não era o melhor momento para fazer sua compra, eu te garanto que terá outras boas chances.

Dica Bônus:

Não caia em ciladas!

Se atente às condições de pagamento e entrega do produto e confira em todos os meios possíveis a credibilidade do site, caso a intenção seja uma compra online.